Saúde e Bem-estar

Menos doentes com AVC nas urgências

O receio da Covid-19 pode ter levado os doentes a não recorrerem aos hospitais.

Nos primeiros meses do ano, os hospitais receberem menos doentes com AVC, em comparação com os anos anteriores.

Os números são da Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral que avaliou 32 estabelecimentos hospitalares.

O estudo mostra que os casos que chegaram aos hospitais diminuiriam entre 25% a 50%.

Os neurologistas acreditam que esta queda está relacionada com o receio que os doentes têm de se deslocarem aos hospitais devido à pandemia.

Apesar do AVC ser a principal causa de morte em Portugal, nos últimos anos houve um aumento dos tratamentos de casos agudos e uma diminuição do número de mortes.

O neurologista, Miguel Viana Batista, juntou-se à Edição da Manhã no dia em que se assinala o Dia Mundial do AVC.