O Tabu em Podcast

O Tabu em Podcast

O Tabu em Podcast

Ouça a análise e comentário de Francisco Louçã, em formato áudio

  • Francisco Louçã analisa o OE: “É tratar os profissionais de saúde como estúpidos”

    O Tabu em Podcast

    No seu espaço de comentário na SIC Notícias, Francisco Louçã analisa ao detalhe o Orçamento de Estado e fala sobre a exclusividade nos Centros de Responsabilidade Integrados: “o Governo está a propor aquilo que já propôs, que já aboliu e que já voltou a propor e que representa uma percentagem pequeníssima do SNS”, diz o comentador. “É uma cortina de fumo.” O Tabu foi emitido a 16 de outubro

    O Tabu em Podcast

  • Francisco Louçã sobre João Rendeiro: “É a história do carreirismo bancário feito à custa da desgraça de tanta gente”

    O Tabu em Podcast

    A fuga de João Rendeiro é, nas palavras de Francisco Louçã, “um gigantesco topete”. Crónica de um desfecho anunciado, tais foram os sinais que o faziam ser “totalmente previsível”. Dia 1 de outubro marca a terceira fase de desconfinamento e o comentador alerta para as “incongruências” que estas novas medidas trazem consigo: “Se por um lado é um alívio, por outro não se percebe porque continuam as máscaras a ser obrigatórias nas salas de aulas e não obrigatórias em discotecas sem qualquer limite de lotação”. A substituição do Chefe do Estado-Maior da Armada e a guerra entre dois ministros do Governo foram os restantes temas em análise. O Tabu foi exibido dia 1 de outubro na SIC Notícias

    O Tabu em Podcast

  • Francisco Louçã: “Na Moderna, o investimento público foi 11 vezes o investimento anual dos seus acionistas”

    O Tabu em Podcast

    No seu espaço semanal de comentário, Francisco Louçã fala sobre as negociações, até agora secretas, entre a União Europeia e as produtoras farmacêuticas, onde se permitiu que a Pfizer possa aumentar os seus preços em 13% e a Moderna em 25%. "Espantoso", diz o comentador. "Depois de milhares de milhões de doses vendidas, os preços deveriam ser reduzidos, por estar absorvido também todo o custo do investimento, que foi aliás público", completa. "É grave que a UE ceda". 'O Tabu' foi exibido dia 24 de setembro na SIC Notícias

  • Francisco Louçã: “Não tem sentido pedir a uma criança de 6 anos que use máscara”

    O Tabu em Podcast

    Com o dia da libertação a chegar, Francisco Louçã analisa o excelente trabalho de combate à pandemia que resultou numa redução muito consistente no número de internados nos hospitais, mas ressalva que ainda existem cerca de 1000 casos por dia. No seu espaço habitual de comentário, Louçã concorda com algumas medidas mas alerta que existem muitas recomendações desconexas que depois não são obedecidas. 'O Tabu' foi exibido dia 17 de Setembro na SIC Notícias

    O Tabu em Podcast

  • Francisco Louçã: “Se for para tirar 70 mil funcionários públicos, como a Troika fez, quem é que vai sair?”

    O Tabu em Podcast

    No habitual espaço de comentário 'O Tabu', Francisco Louçã faz uma análise sobre o aumento do número de funcionários públicos. Não recusa a ideia de que haverá serviços públicos muito ineficientes, mas, por outro lado, relembra que Portugal "continua abaixo da média europeia". "E se for para tirar 70 mil funcionários públicos, como fez a Troika, quem é que sai?", deixa a pergunta. A análise foi emitida a 4 de setembro na SIC Notícias

  • Francisco Louçã: “É muito evidente que a China é um grande beneficiário dos talibãs no Afeganistão”

    O Tabu em Podcast

    No habitual espaço de comentário 'O Tabu', Francisco Louçã destaca a situação crítica no Afeganistão, 'a tragédia política' que levou a ataques cruéis à população e a onda de solidariedade internacional para acolher refugiados. Sublinhou ainda a importância da China neste conflito e as grandes questões agora discutidas nos Estados Unidos. A análise foi emitida a 27 de agosto na SIC Notícias

    O Tabu em Podcast

  • Francisco Louçã e “o regresso à idade das trevas” no Afeganistão

    O Tabu em Podcast

    Apesar de alguns avanços nos 20 anos de ocupação norte-americana no Afeganistão, 80% das mulheres afegãs continuam analfabetas, 3 a 4 raparigas até aos 16 anos são forçadas a casar e o país produz 91% do ópio mundial, o 'sustento' dos Talibã e outros senhores da guerra. Esta ocupação “não tinha nenhum destino político” porque não se pode transformar um país com uma ocupação estrangeira, defende Francisco Louçã no seu espaço habitual de comentário. Destaque ainda para a polémica em volta da proibição de alimentos prejudiciais nas escolas públicas, onde o comentador lembra que esta medida já tinha sido idealizada pelo governo de Passos Coelho, há 9 anos atrás, mas nunca cumprida, num país onde 30% dos adolescentes são obesos. “É uma tragédia”, exaspera Louçã. O Tabu foi exibido na SIC Notícias a 20 de Agosto

  • Francisco Louçã sobre a vacinação dos mais jovens: “A DGS acabou por ceder à pressão política, o que é problemático”

    O Tabu em Podcast

    Esta semana no 'Tabu', espaço de comentário e análise na SIC Notícias, Francisco Louçã afirma, sobre a luz verde para vacinar os jovens entre os 12 e os 15 anos, que, da Direção-Geral de Saúde (DGS), "esperar-se-ia que não alterasse a sua posição em função de conveniências imediatas do discurso político". As eleições autárquicas, a remodelação do Governo e a venda do software Pegasus a vários países, como a Índia, que o usaram para espionagem política, foram outros dos temas em destaque neste programa emitido na SIC Notícias a 13 de agosto

  • Francisco Louçã e a crise na banca: “Os bancos querem despedir milhares de trabalhadores”

    O Tabu em Podcast

    Esta semana no 'Tabu', espaço de comentário e análise na SIC Notícias, Francisco Louçã afirma que os bons resultados obtidos pelos bancos permitem-lhes fazer despedimentos e pagar indemnizações, apesar da profunda crise social que se avizinha. Sobre o Novo Banco, o comentador defende que o Governo será poupado a novas injeções de capital por haver lucro no famigerado banco. O óptimo resultado obtido pela comitiva portuguesa nos Jogos Olímpicos de Tóquio leva o comentador a ressalvar que apesar de três dos atletas medalhados terem origens estrangeiras são 100% portugueses e relembra que se algum destes atletas fosse futebolista ninguém iria por em causa a sua nacionalidade. O aumento do salário mínimo, a situação da TAP e a visita de Marcelo Rebelo de Sousa ao Brasil foram outros dos temas em destaque neste programa emitido na SIC Notícias a 6 de Agosto