País

Professores do ensino artístico em protesto exigem ser ouvidos pelo Governo

São cerca de 100 os docentes de ensino artístico que têm vínculos precários.

Professores do ensino artístico manifestaram-se esta quarta-feira em Lisboa. Têm vínculos precários e exigem que, tal como os outros professores, possam ser contratados através da abertura de concurso.

Rui Teixeira viajou até Lisboa em protesto. É professor de projeto e tecnologias, na Escola Artística Soares dos Reis no Porto. Todos os anos, vive na ansiedade de saber se vai continuar a ter trabalho.

São cerca de 100 os docentes de ensino artístico que têm vínculos precários.

Foram à porta do Parlamento pedir ao Governo as mesmas condições dos outros professores.

Do Parlamento seguiram para a residência oficial do primeiro-ministro. Querem ser ouvidos pelo Ministério da Educação e deixam em cima da mesa a possibilidade de avançar para uma greve.