País

Paulo Rangel faz queixa de António Costa à presidente da Comissão Europeia

Eurodeputado acusa o primeiro-ministro de usar Plano de Recuperação e Resiliência para fazer campanha.

Paulo Rangel fez esta quarta-feira queixa de António Costa à presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen. Durante o debate do Estado da União, em Estrasburgo, o eurodeputado acusou o primeiro-ministro de usar o Plano de Recuperação e Resiliência para fazer campanha para as eleições autárquicas.

"O Plano de Recuperação é para relançar a economia e as empresas e para dar oportunidades aos jovens. Não é para pagar as despesas do orçamento, como em parte está a acontecer em alguns países, incluindo no meu. E não é para ser usado como arma de campanha eleitoral, como está a fazer agora todos os dias o primeiro-ministro português", afirmou Rangel.

Costa diz que Plano de Recuperação e Resiliência é "um plano do país" e não do PS

O PS esteve em Aveiro para realizar o primeiro comício da campanha autárquica. António Costa respondeu ao PSD e à CDU, que acusaram os socialistas de se aproveitaram dos fundos do Plano de Recuperação e Resiliência.

"Eu sei que há quem se irrite muito quando nós falamos no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), mas é preciso que não se irritem, porque o PRR não é um plano do PS, (...) é mesmo um plano do país, que hoje está disponível para todos os portugueses, para todas as portuguesas, para todas as empresas, para todos os municípios, para as todas as universidades, para todas as IPSS utilizarem esses recursos", afirmou António Costa.

O secretário-geral do PS falava no Centro de Congressos de Aveiro, numa ação de campanha com o candidato da coligação Viva' Aveiro (PS/PAN), Manuel Oliveira de Sousa, onde também participaram a porta-voz do PAN, Inês de Sousa Real, e o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

Veja também: