País

Envio de dados de ativistas russos. Multa aplicada à CM Lisboa pode chegar aos 20 M€

Especialistas dizem que autarquia violou a lei.

A Câmara de Lisboa arrisca-se a ter de pagar uma multa que pode chegar aos 20 milhões de euros por violar a proteção de dados no caso da partilha de informações pessoais dos três ativistas russos.

O embaixador da Rússia em Portugal garante que os dados não foram enviados para Moscovo. Diz que a embaixada recebeu os dados, leu e analisou quem eram os três ativistas anti-Putin, mas concluiu que nem sequer devia reportar as informações a Moscovo.

E por isso, o embaixador vem agora dizer que os nomes, moradas e contactos dos manifestantes, opositores do regime, até foram apagados em Lisboa.

Mas são informações pessoais e os juristas entendidos nesta área não têm dúvidas de que a Câmara de Lisboa violou o regulamento sobre a Proteção de Dados.