País

Oito feridos ligeiros em colisão com autocarro escolar em Arcos de Valdevez

O acidente obrigou ao corte da EN202.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO ÀS 10:00

A colisão envolvendo um autocarro escolar e duas viaturas ligeiras em Cabana Maior, em Arcos de Valdevez, fez hoje oito feridos ligeiros, seis crianças e dois adultos, e cortou a Estrada Nacional (EN) 202, disse fonte do INEM.


Segundo a fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), as vítimas sofreram ferimentos ligeiros.


Contactado pela agência Lusa, o presidente da Junta de Freguesia de Cabana Maior, Joaquim Campos, disse que o autocarro "transportava cerca de 30 crianças de várias freguesias (Soajo e Gavieira) que iam para o centro escolar no centro da vila de Arcos de Valdevez".


Segundo o autarca, que se deslocou ao local do acidente, "as crianças sofreram ferimentos ligeiros, mas estavam muito assustadas".


"Algumas bateram com a cara, sem gravidade, estavam sobretudo em pânico", disse.
O autarca adiantou que "um dos dois adultos feridos é o condutor da viatura que colidiu com o autocarro".

"É um funcionário da equipa de sapadores do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), com cerca de 50 anos. Estive a falar com ele e disse-me que ficou encadeado pelo sol e, como o acidente ocorreu numa curva, não conseguiu ver. O homem queixava-se de dores nas costas, mas estava bem. Teve de ser desencarcerado por ter sido operado recentemente à coluna e os bombeiros não arriscaram danos maiores", especificou.


Segundo Joaquim Campos, "do casal que seguia na segunda viatura envolvida no acidente apenas uma jovem de 20 anos, que seguia ao lado do condutor, ficou ferida na cara, mas aparentemente sem gravidade".


"Bateu com a cabeça no vidro do carro e sangrava um pouco", disse o autarca.


Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo disse que o acidente ocorreu às 07:54.


Segundo a fonte do CDOS, a EN202 está cortada desde as 08:21 nos dois sentidos.
No local, pelas 09:29, encontravam-se 20 operacionais e oito viaturas.

  • Investir agora na infância para poupar no futuro

    Desafios da Mente

    Assegurar o desenvolvimento saudável de todas as crianças é essencial para as sociedades que procuram alcançar o seu pleno potencial sanitário, social e económico. A prevenção da adversidade precoce deve ser uma preocupação diária e não apenas assunto no mês de abril, mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância. Os Governos, as famílias, as comunidades e as organizações devem ser envolvidas a fim de alcançar estes objetivos.