País

Bebé de cinco meses sofreu queimaduras de 1.º e 2.º grau nas costas

Os pais afirmam que as queimaduras aconteceram na creche, mas a instituição afirma não ter dados para confirmar.

Uma criança de cinco meses sofreu queimaduras graves nas costas e os pais acusam a creche da Misericórdia de Vila Velha de Ródão. O caso está a ser investigado.

Desde 9 de fevereiro que Isabella, de cinco meses, está a recuperar das queimaduras de primeiro e segundo grau que sofreu numa extensão considerável das costas. Os pais dizem que aconteceu na creche.

A criança foi assistida primeiro na instituição e, depois, no hospital de Castelo Branco. Foi transferida para Coimbra onde se confirmaram as lesões. A mãe, que é funcionária do lar da mesma instituição, foi informada duas horas e meia depois da bebé ter sido entregue à guarda da creche.

A Misericórdia de Vila Velha de Ródão refere não ter dados que permitam dizer que a criança foi queimada nas instalações. Está a correr um processo interno a par com o já desencadeado pela comissão de proteção de crianças e jovens. O Ministério Público confirma também a abertura de um inquérito.

  • 2:33