País

Sindicato do SEF promete “guerra total” à “política incoerente”

SEF vai ser extinto e passa a chamar-se Serviço de Estrangeiros e Asilo.

O presidente do maior sindicato do SEF diz que esperaria mais respeito por parte do Governo, lamentando que os funcionários tenham conhecido o plano de extinção através da comunicação Social.

“Não é uma forma séria de falar com as pessoas nem de fazer política. Não podemos compactuar com isto.”

Acácio Pereira ainda aponta falhas graves na medida, que promete contestar.

“António Costa pode contar com a nossa oposição frontal, uma guerra total à política incoerente.”

SEF vai ser extinto e passa a chamar-se Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA)

O SEF vai ser extinto e todas as funções policiais passam para a GNR, PSP e PJ. Segundo o plano do Governo divulgado esta sexta-feira pelo Diário de Notícias, a Polícia Judiciária ficará encarregue de toda a investigação criminal, incluindo os crimes de tráfico de seres humanos e auxílio à imigração ilegal. Todas funções policiais passam para a GNR, PSP.

O novo organismo passa a chamar-se de Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA) e fica com as competências administrativas, tais como tratar de passaportes, vistos, autorizações de residência e estatuto de refugiados, mantendo-se sob tutela do ministério da Administração Interna.

A reestruturação do SEF já estava no programa do Governo e foi apresentada pelo ministro Eduardo Cabrita na reunião do Conselho Superior de Segurança Interna, presidida pelo primeiro-ministro António Costa, 10 meses após a morte do cidadão ucraniano Ihor Homeniuk à guarda do SEF no aeroporto de Lisboa.

  • 2:46