País

Três mortos e 13 feridos graves nas primeiras 48 horas da Operação de Natal da GNR

GNR está a reforçar a fiscalização rodoviária até 4 de janeiro.

Desde dia 23 e até dia 4 de janeiro, a GNR está a reforçar a fiscalização nas vias com maior tráfego, com o objetivo de reduzir a sinistralidade e de verificar o cumprimento das medidas impostas no estado de emergência. Por dia, nas estradas, vão estar cerca de 1.300 militares.

Num primeiro balanço, a GNR reporta a ocorrência de 442 acidentes desde a meia-noite de dia 23 até à véspera de natal. Foram registados três mortos e 13 feridos graves.

A operação é dividida em duas fases, já que no período do Natal, é permitida a deslocação entre concelhos, mas a circulação na via pública tem regras. Por exemplo, no sábado, regressa o recolher obrigatório às 23:00.

No Ano Novo, as regras apertam e o patrulhamento rodoviário vai ser reforçado.

A partir de 31 de dezembro e até 4 de janeiro é proibido circular entre concelhos. Na noite de fim de ano, o recolher obrigatório é às 23:00.