País

Fogo no Gerês combatido por bombeiros portugueses e espanhóis

Zona é de muito difícil acesso e parte do incêndio lavra em Espanha.

Um incêndio no Parque Nacional Peneda Gerês, na freguesia de Lindoso, Viana do Castelo, deflagrou esta madrugada e está a ser combatido por bombeiros e meios portugueses e espanhóis.

Às 11h50, segundo a página da Proteção Civil, o fogo estava a ser combatido por mais de 100 bombeiros apoiados por 10 meios aéreos.

Os meios e operacionais no terreno são portugueses e espanhóis, pois o incêndio afeta a freguesia de Lindoso, concelho de Ponte da Barca, em Portugal, e a zona de Lindos, em Espanha.

Zona de muito difícil acesso, segundo o Comandante da Proteção Civil Paulo Santos

O CDOS recebeu o alerta do incêndio do lado português pelas 05:19.

De acordo com o CDOS, “não há habitações em perigo” uma vez que a zona é de povoamento florestal, segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Fogos na Covilhã, Alijó, Fundão e Chaves em resolução

Os fogos que deflagraram na sexta-feira na freguesia da Capinha, no concelho do Fundão, na Aldeia do Carvalho, na Covilhã, o que deflagrou ao início ao início da tarde de quinta-feira em Alijó, distrito de Vila Real, e na tarde de sexta-feira em Vilar de Nantes, concelho de Chaves estão em fase de resolução, segundo a Proteção Civil.

O fogo na Aldeia do Carvalho foi dominado ao início da madrugada, enquanto o da Capinha foi dominado às 04:05 e "encontram-se neste momento em fase de rescaldo", explicou à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco.

O alerta para o fogo na freguesia da Capinha foi dado às 12:26. Pelas 23:45 estavam no local 223 operacionais apoiados por 74 veículos, segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Já o incêndio na Vila do Carvalho, Covilhã, que começou às 14:44, estava a ser combatido por 77 elementos, auxiliados por 25 veículos.

O incêndio que deflagrou ao início ao início da tarde de quinta-feira em Alijó, distrito de Vila Real, também foi dominado.

O fogo que deflagrou na tarde de sexta-feira em Vilar de Nantes, concelho de Chaves, entrou em resolução pelas 00:15 de hoje, disse à Lusa o comandante operacional distrital de Vila Real.

"Pelas 00:15, o incêndio entrou em resolução", afirmou Álvaro Ribeiro.

Este fogo deflagrou às 14:41 de sexta-feira, na freguesia de Vilar de Nantes, e, segundo o presidente da Câmara de Chaves, Nuno Vaz, começou com "três ignições distintas, com uma distância entre elas de cerca de 500 metros".

As chamas evoluíram desde a zona da aldeia de Nantes, na freguesia de Vilar de Nantes, pela encosta acima e chegaram a ameaçar as aldeias de São Lourenço, Cela e Tresmundes.

Pelo menos cinco detidos em dois dias por suspeitas de atear fogos

Nos últimos dois dias pelo menos cinco pessoas foram detidas por suspeitas de atear incêndios.

  • 34:18