País

António Costa recebe Mike Pompeo em São Bento

MANUEL DE ALMEIDA/ LUSA

"As relações luso-americanas foram o tema central da reunião", informou fonte oficial do Governo português.

O primeiro-ministro, António Costa, recebeu hoje o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, em São Bento, em Lisboa, numa reunião em que esteve em análise o atual quadro de relações bilaterais entre Portugal e os Estados Unidos.


"As relações luso-americanas foram o tema central da reunião", disse à agência Lusa fonte oficial do executivo português no final de um encontro de 50 minutos entre António Costa e Mike Pompeo, em que também esteve presente o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.


Mike Pompeo chegou a São Bento às 9:00 em ponto, tendo sido recebido à entrada pelo seu homólogo português, o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Já numa das salas de reuniões da residência oficial do primeiro-ministro, na presença de António Costa, Mike Pompeo escutou um elogio de Augusto Santos Silva ao embaixador dos Estados Unidos em Portugal, George Glass.


"É o melhor diplomata dos Estados Unidos", disse, com o secretário de Estado norte-americano a concordar, apontando que George Glass "já foi premiado" pelo seu trabalho diplomático.


"Isso ajuda as nossas boas relações", acrescentou Mike Pompeo, que ainda durante o dia de hoje, após uma conferência de imprensa no Ministério dos Negócios Estrangeiros, segue para Marrocos.

MANUEL DE ALMEIDA/ LUSA

António Costa tinha estado com Mike Pompeo ainda nesta quarta-feira durante a cimeira da NATO em Londres, reunião que o líder do executivo português disse ter contribuído para a "reafirmação" da unidade dentro da organização.


"Demonstrou-se que, fora alguma frase mais mediática que uns ou outros tenham produzido fora deste quadro de debate, a reunião contrariou isso", declarou António Costa, acrescentando que a alegada morte da NATO "foi uma notícia bastante precipitada".


O primeiro-ministro referiu que a cimeira de Londres se caracterizou por um "debate franco, tranquilo, sereno, onde foi muito claro o objetivo de todos de reafirmarem a unidade, de ficar claro que o esforço da cooperação europeia em matéria de Defesa não significa qualquer divisão da NATO mas, pelo contrário, um fortalecimento do pilar europeu da NATO".


Ainda sobre a cimeira da NATO, segundo António Costa, foi significativamente diferente da do ano passado, foi retomada a normalidade no relacionamento entre todos, com grande cordialidade, com grande franqueza e com grande espírito construtivo".

Lusa