Mundo

O que é um míssil hipersónico?

Míssil hipersónico da Coreia do Norte Hwasong-8

KCNA

Rússia e Coreia do Norte anunciaram recentes testes com estes mísseis.

Nos últimos meses, a Rússia e a Coreia do Norte anunciaram uma série de testes com mísseis hipersónicos. Os ensaios com este tipo de armamento inquietam os países ocidentais, nomeadamente os Estados Unidos.

Hoje, a Rússia anunciou o ensaio de míssil hipersónico Tsirkon ou Zircon) a partir de um submarino. A Coreia do Norte fez um teste com um míssil hipersónico há menos de 15 dias, entre vários outros disparos de outros mísseis no mês de setembro.

O que é um míssil hipersónico?

Os mísseis hipersónicos são muito mais rápidos e ágeis do que os convencionais o que os torna muito mais difíceis de interceptar por sistemas de defesa antimísseis. São capazes de atingir uma velocidade de pelo menos cinco vezes superior à velocidade do som (Mach 5), ou seja, mais de 6.100 km/h.

Podem manobrar em pleno voo, o que os torna muito mais difíceis de detetar e interceptar do que outros projéteis.

O tempo de voo é reduzido, pelo que diminui a probabilidade de serem interceptados. Alguns modelos podem carregar ogivas convencionais ou nucleares.

Quem tem este armamento?

Atualmente, é a Rússia que é considerada líder mundial nesta tecnologia. Está a desenvolver uma série de novas armas hipersónicas que o Presidente Vladimir Putin diz serem "invencíveis".

Míssil hipersónico Tsirkon lançado a partir de um submarino nuclear a 4 de outubro de 2021, segundo o Ministério da Defesa russo

Míssil hipersónico Tsirkon lançado a partir de um submarino nuclear a 4 de outubro de 2021, segundo o Ministério da Defesa russo

Russian Ministry of Defense/TASS

O primeiro lançamento oficial de um míssil Tsirkon realizou-se em outubro de 2020, tendo o Presidente russo, Vladimir Putin, saudado o "grande acontecimento". Um novo lançamento foi anunciado a 19 de julho deste ano com um míssil lançado a partir de um navio que pode atingir até sete vezes a velocidade do som.

A Rússia tem ainda um arsenal de veículos planadores hipersónicos Avangard e mísseis mísseis hipersónicos Kinzhal (Dagger). De acordo com as autoridades russas, o Avangard atingiu 33.000 km/h em teste.

Outras armas têm vindo a ser testadas por Moscovo, incluindo o projétil de propulsão nuclear Bourevestnik.

Outros países estão a tentar recuperar o atraso:

Os EUA estão a gastar milhares de milhões de dólares em vários programas de investigação. O DARPA, departamento científico do exército norte-americano, anunciou esta semana que testou com sucesso um míssil hipersónico HAWC (Hypersonic Air-Breathing Weapon Concept), construído pela Raytheon, que atingiu velocidade "maior que Mach 5". É um míssil de propulsão aeróbia, ou seja, utiliza o oxigénio presente na atmosfera para a combustão.

Míssil HAWC

Míssil HAWC

DARPA

A China também testou planadores hipersónicos, de acordo com o Serviço de Investigação do Congresso dos Estados Unidos (Congressional Research Service), que afirma que os sistemas hipersónicos russos e chineses estão concebidos para serem dotados de armas nucleares.

A Índia também estará a desenvolver este armamento.

A Coreia do Norte possui esta arma hipersónica?

Os detalhes disponíveis sobre o míssil norte-coreano - o Hwasong-8 - são bastante limitados.

Míssil hipersónico da Coreia do Norte Hwasong-8

Míssil hipersónico da Coreia do Norte Hwasong-8

KCNA

A agência de notícias oficial norte-coreana KCNA afirmou que o teste de de 29 de setembro "confirmou o controlo de navegação e estabilidade do míssil", bem como "a capacidade de manobra de seu sistema de orientação e as características da ogiva hipersónica destacada ".

Não especificou a velocidade alcançada, mas acrescentou que estava equipado com um sistema de combustível "ampola" - sistema propulsor que elimina a necessidade de reabastecimento no local de lançamento.

Os mísseis convencionais que usam propulsor líquido não podem ser transportados com esse propulsor a bordo, pois a sua volatilidade torna esta operação muito perigosa.

São assim abastecidos imediatamente antes do lançamento, um processo que consome tempo e pode permitir que o inimigo os localize e destrua.

VEJA TAMBÉM: