Mundo

Poluição do ar mata 7 milhões de pessoas por ano

Conclusão do estudo da Organização Mundial da Saúde.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que a qualidade do ar que respiramos é a pior de sempre e que 90% da população mundial está exposta a pelo menos um agente poluente grave.

Sete milhões de pessoas morrem anualmente por causa da fraca qualidade do ar que respiram

É o primeiro estudo, em 15 anos, conduzido pela Organização Mundial da Saúde sobre a qualidade do ar que respiramos.

Segundo a OMS, a poluição atmosférica é a maior ameaça ambiental que a humanidade enfrenta e é tão perigosa para a saúde quanto ter uma má alimentação ou fumar.

Nos últimos 20 anos, a qualidade do ar melhorou, ligeiramente, em alguns países da Europa, nos Estados Unidos, no Canadá e até na China, mas piorou, drasticamente, no resto do planeta.

A OMS quer que os Governos adotem medidas que travem o aumento da poluição.

As indicações da agência das Nações Unidas são para que os países se concentrem em políticas que reduzam a emissão de partículas e gases poluentes.

A OMS pede também às populações que adotem comportamentos diferentes e que tenham consciência do que cada um de nós pode e deve fazer, para ajudar a melhorar a qualidade do ar que todos respiramos.

► VEJA MAIS:

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia