Mundo

Mais de 10 mil migrantes esperam ao relento para saber se podem entrar nos EUA 

Milhares de migrantes, a maior parte do Haiti, chegaram esta semana.

Mais de 10 mil pessoas estão, há vários dias, debaixo de uma ponte, no Texas, junto à fronteira com o México.

São migrantes que tentam entrar nos Estados Unidos, vindos do Haiti, e que estão à espera de saber se conseguem ou não obter visto.

Fogem à pobreza e à insegurança em que o país vive, sobretudo depois da morte do antigo Presidente, Jovenel Moise, assassinado em julho.

Enquanto esperam, vivem sem quaisquer condições de segurança ou higiene, debaixo de um viaduto, em tendas ou ao relento.

O Governo local diz que chegaram tantos na última semana que não há meios suficientes para processar, mais depressa, todos os casos e perceber quem pode ficar no país e quem tem de ser repatriado.

O governador do Texas pediu ajuda a Washington e acusou a administração Biden de não estar a saber gerir a crise dos migrantes.

Só no último mês, mais de 200 mil pessoas atravessaram a linha de fronteira no sul dos Estados Unidos e, em 2021, um milhão e meio já fizeram o percurso.

Leia mais:

  • A escola como uma gigantesca perda de tempo

    País

    Pode ser Eva. Fez um teste de Geografia e foi a única da turma a ter negativa. Dos seus olhos formosos e inexpressivos, num rosto negro como o touro do Herberto Helder, ruíram-lhe duas lágrimas. Mas daquelas que represam tanta água - tanta mágoa - que deixam cicatrizes aquosas. 43%.

    Opinião

    Rui Correia