Mundo

E se fosse possível controlar a vida de outra pessoa através de uma aplicação?

Artur Debat

É isso que promete uma nova aplicação lançada há dois meses.

Já imaginou uma aplicação onde pudesse decidir e controlar a vida de outra pessoa? Não precisa de pensar muito. Já existe, chama-se “NewNew” e foi lançada há cerca de dois meses a pensar em escritores, pintores, artistas e ‘influencers’.

Segundo a sua autora, foi desenhada a pensar numa forma de aproximar os criadores de conteúdo aos seus fãs e seguidores, permitindo-lhes controlar as suas decisões e observar o resultado. Mas, para isso, é preciso pagar.

Como funciona a “NewNew”?

O utilizador lança uma questão e duas opções de resposta. Quem quiser responder, terá de pagar. Para além de votar, os seguidores podem pagar um valor extra para pedir que o utilizador faça qualquer coisa, como, por exemplo, dar o seu nome a uma personagem do livro que esteja a escrever.

O utilizador que lançou a questão recebe uma percentagem do pagamento dos seus seguidores, sendo que a aplicação cobra uma comissão.

“Não conseguia decidir entre jantar comida chinesa ou coreana, por isso [a aplicação] foi uma ajuda”, conta à BBC um dos seus utilizadores. Wong lançou a pergunta aos seguidores, que pagaram cinco dólares (cerca de 4,10 euros) para escolher.

“Aderi em março e publico votações três ou quatro vezes por semana. Até agora já tive mais de 1.700 votos”, revela.

“Uma bolsa humana”

A autora da aplicação, Courtne Smith, descreve-a como uma espécie de “bolsa de mercado humana onde pode comprar ações da vida de pessoas reais, de forma a controlar as suas decisões e observar a conclusão”.