Mundo

Ciclone Eloise chegou a Moçambique com rajadas de 200 km/h

Cidade da Beira acordou com sinais de destruição.

O ciclone Eloise entrou na madrugada deste sábado em terra em Moçambique, junto à cidade da Beira, com fortes rajadas de vento e intensa precipitação. Os relatos são de destruição, cortes de eletricidade e telecomunicações e de vários bairros inundados.

As autoridades ainda estão a fazer o levantamento dos prejuízos.

Em menos de dois anos, a cidade da Beira volta pela terceira vez a ser palco de intempéries. No final do ano passado a tempestade Chalane provocou sete mortos. Em março de 2019, um dos mais devastadores ciclones desde que há registo no hemisfério sul, o Idai, tirou a vida a 603 pessoas.

Os ciclones e as enchentes têm-se tornado ocorrências cada vez mais regulares, por causa do aquecimento global, o que deixa as cidades edificadas abaixo do nível das águas do mar como esta, mais vulneráveis.