Mundo

Polícia afasta a hipótese de terrorismo no esfaqueamento em Glasgow

Polícia afasta a hipótese de terrorismo no esfaqueamento em Glasgow

Rita Rogado

Rita Rogado

Jornalista

Tiago Romão

Tiago Romão

Editor de Imagem

Morreram pelo menos 3 pessoas e 6 ficaram feridas. Entre os feridos está um polícia de 42 anos. Está hospitalizado em estado grave.

Pelo menos 3 pessoas morreram e 6 ficaram feridas num esfaqueamento num hotel em Glasgow, na Escócia, esta sexta-feira.

Um dos feridos é um polícia de 42 anos que foi um dos primeiros a chegar ao local. Está em estado grave. Além dele, foram esfaqueados mais 5 homens, com idades entre os 17 e os 53 anos.

O ataque aconteceu por volta das 13h, hora local, num hotel numa das ruas mais movimentadas da cidade. As testemunhas relataram momentos de pânico na altura do esfaqueamento. No local, esteve um forte dispositivo de segurança, com polícia de intervenção e cerca de duas dezenas de veículos de assistência médica.

O atacante é uma das vítimais mortais. Foi abatido pela polícia. As autoridades afastaram a hipótese de ter sido um ato terrorista.

A primeira-ministra da Escócia lamentou o ataque e agradeceu à polícia a forma calma e profissional com que responderam ao esfaqueamento. No twitter, Boris Johson considerou "terrível" o incidente.