Mundo

Pai transgénero usou um dos seus óvulos para gerar o filho

Seth tinha o sonho de ter um filho biológico com a sua companheira Leah.

Seth Marlow, transgénero, de 41 anos, contou esta terça-feira a história da conceção do seu filho de quatro anos. Arlo foi concebido através de um óvulo Seth, fertilizado por um dador de esperma e, depois, gerado por Leah, a sua mulher.

No entanto, o processo não foi fácil. Seth decidiu mudar de sexo em 2003, quando ainda tinha 25 anos. Mas, uma das questões que mais o atormentava antes de iniciar a mudança, era o facto de estar a pôr de parte a possibilidade de ter um filho biológico.

Contudo, em 2012 decidiu reverter a transição de género para que os seus ovários pudessem gerar óvulos. Embora Seth tenha mudado de sexo e tenha feito uma mastectomia dupla, os seus ovários permaneceram intactos e, por isso, para ovular novamente precisava apenas de parar de tomar testosterona e voltar a ter os níveis normais de estrogénio.

Três meses depois, ele conseguiu voltar a menstruar, contou ao New York Post, revelando que chegou a colocar tampões em casas de banho masculinas.

"Eu pensei que a minha transição me ia custar a minha fertilidade e o caminho para criar uma família. Eu ansiava - mas nunca pensei - ter o meu filho biológico", disse Seth. "Assim que a minha relação com Leah começou a ficar séria eu sugeri este caminho e ela disse: Podes contar comigo", acrescentou.

A chegada de Arlo pareceu um milagre para a familía Marlow.

"Arlo tem dois pais genéticos".

O casal escolheu um dador de esperma para fertilizar os óvulos de Seth, que foram congelados durante três anos. No início de 2015, Leah utilizou um embrião e, passados nove meses, nasceu Arlo. Antes mesmo de o menino começar a falar, os pais decidiram explicar-lhe a história pouco convencional sobre a sua conceção.

A família está agora a pensar dar um irmão a Arlo, que já perguntou se vão ser utilizados os "ovos" do pai. Segundo o casal, dentro de um ano um dos 13 embriões congelados existentes irá ser colocado no útero de Leah.