Mundo

Filha de deputada diz que encomendou a morte do pai e que a mãe sabia do plano

Facebook Flordelis

Anderson do Carmo, pastor evangélico e marido da deputada brasileira Flordelis, foi assassinado em casa em junho

Uma das filhas adotivas da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza afirmou, durante um depoimento prestado à Polícia Civil, que pediu a um dos irmãos para matar o pai, o pastor evangélico Anderson do Carmo.

De acordo o site O Globo, Marzy Teixeira da Silva disse ainda que a mãe sabia do plano.

A 16 de junho, o irmão já tinha confirmado que recebeu uma proposta da irmã para matar o pai. Marzy garante que Lucas aceitou a proposta e prometeu matar Anderson dentro da casa da família, no bairro de Pendotiba, em Niterói.

A filha de Flordelis pediu ao irmão para matar o pai depois que ele saísse de uma igreja, simulando um assalto.

Durante o depoimento, Lucas diz que negou a proposta de Marzy.

Marzy disse que também contou à mãe sobre o plano para matar Anderson, mas a deputada terá alertado a filha para não fazer nada de que se pudesse arrepender.

Lucas e Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis, estão presos e já são arguidos no processo do assassinato de Anderson.

A polícia está ainda a investigar uma possível participação de outros elementos da família no crime.