Prémio Intermarché Produção Nacional

O queijo de cabra amanteigado biológico fabricado “com mimo”

Conheça os pré-finalistas na categoria Produtos Transformados do Prémio Intermarché Produção Nacional. A iniciativa, agora na sua 6.ª edição, tem vindo a reconhecer anualmente, desde 2014, o que de melhor se faz no sector primário português

As tradições queijeiras artesanais da família foram uma inspiração para, em 2018, Anabela Gaspar agarrar no projeto "Queijo da Fonte".

Afamado por ser amanteigado e ter pouco sal, pouco comum num queijo de cabra, a história deste produto de sabor intenso e textura aveludada remonta, no entanto, há cerca de uma década, quando os antigos proprietários da queijaria que o produzia procuraram desenvolver um queijo de excelência e único. “Gostávamos muito deste queijo, o único amanteigado de cabra que conhecemos, pelo que quando soubemos que os donos queriam fechar a queijaria decidimos aprender a fazê-lo e ficar com a mesma”, revela esta produtora do Ladoeiro (Idanha-a-Nova) que, além disso, pretende acrescentar valor e criar dinâmica económica nesta biorregião da Beira Baixa.

O leite usado na sua confeção está certificado como biológico, o que não acontecia anteriormente, e é oriundo exclusivamente de explorações das redondezas, cujos caprinos pastoreiam livremente em pastagens naturais. Como tem pouco sal e é fabricado artesanalmente (não há dois queijos iguais), implica uma componente manual mais trabalhosa. “É preciso tratá-lo com mimo, mas vale a pena, pois confere ao queijo uma maior qualidade”, explica Anabela.

O projeto prevê, no futuro e numa perspetiva de economia circular, aproveitar o soro do leite na sua totalidade, em subprodutos como iogurte, queijo fresco, manteiga e requeijão.

SUGESTÃO boa cama boa mesa

No restaurante Zé do Pipo, em Idanha-a-Nova, ou no Dois Petiscos, em Santarém, aprecie o sabor único e textura amanteigada deste queijo biológico e saudável, elaborado exclusivamente com leite de cabras sapadoras, sem recurso a quaisquer aditivos.