Prémio Intermarché Produção Nacional

Casal Vouga, o grão-de-bico com identidade ribatejana

O Prémio Intermarché Produção Nacional, iniciativa que reconhece anualmente o que de melhor se faz no setor primário português, regressa para mais uma edição. Esta semana damos a conhecer os primeiros pré-finalistas: os produtores nomeados na categoria de Produção Primária, uma das quatro a concurso

Goncalo Villaverde

Filho e neto de agricultores, José Azoia “herdou” o gosto por lavrar a terra e também uma variedade de grão-de-bico cuja semente está há décadas na família — a Casal Vouga, nome que homenageia a primeira fazenda adquirida pelo pai. José ainda chegou a frequentar a Escola Agrária, mas em 2006, e sempre ligado à agricultura, resolveu emigrar.

Angola e França foram os destinos escolhidos e a experiência valeu-lhe um conjunto de ensinamentos práticos e técnicos que se revelariam preciosos no futuro. “Aprendi muito!”, diz. Há cerca de quatro anos regressa a Portugal, à região que o viu crescer, instalando-se perto de Casével (Santarém) como jovem agricultor, determinado a dar continuidade à atividade dos seus ascendentes, que já cultivavam o grão-de-bico, entre outras culturas, em modo de produção de sequeiro.

A Casal Vouga, segundo explica o seu produtor, é uma variedade que se diferencia da concorrência pelo seu calibre maior e por cozer facilmente. No entanto, a grande mais-valia deste projeto está na dinamização de uma cultura em desuso, sobretudo no Ribatejo, ao mesmo tempo que abre as portas a outros agricultores para que possam usufruir dela. “A minha semente está a proporcionar mais uma fonte de rendimento, não apenas a mim como a outros agricultores da região, que são meus parceiros.

Além disso, queremos fazer o melhor que soubermos e sermos reconhecidos por isso”, revela José, com o orgulho de ver, assim, desenvolver--se todo um trabalho geracional que não quis que se perdesse nos tempos. Pelo menos no seu.

SUGESTÃO boa cama boa mesa

Guardiã dos sabores tradicionais apresentados sob novas técnicas, a Taberna Ò Balcão, em Santarém, é um dos locais onde pode provar este produto, trabalhado pelo chefe Rodrigo Castelo numa entrada que dá pelo nome de Grão do Casal Vouga, um delicioso húmus.