Os números da Covid-19

Portugal com mais 5 mortes e 885 novos casos de covid-19 em 24 horas

Armando Franca

Último balanço da Direção-Geral da Saúde.

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais cinco mortes e 885 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17.938 mortes e 1.064.876 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 32.166 casos, menos 103 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 412 doentes, menos 14 do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 75 doentes, menos três.

Os dados indicam ainda que mais 983 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1.014.772 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 28.235 contactos, menos 231 relativamente ao dia anterior.

As mortes ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (2), na região Centro (2) e no Norte (1).

Olhando para a caracterização etária dos novos casos de infeção confirmados, as crianças até aos 9 anos foram as que registaram mais novos casos nas últimas 24 horas: o boletim aponta 65.400 infetados desde o início da pandemia, mais 128 do que na quarta-feira.

Seguem-se os adultos com idades entre os 30 e os 39 anos (mais 125 casos) e os jovens entre os 20 e os 29 anos (mais 112 casos). As crianças e jovens entre os 10 e os 19 anos voltam a aparecer, com 109 novos casos registados nas últimas 24 horas.

Abaixo dos 100 novos casos de infeção estão os adultos entre os 50 e os 59 anos (mais 98 casos), entre os 60 e os 69 anos (75 casos), entre os 70 e os 79 anos (mais 68 casos) e finalmente os idosos com mais de 80 anos (mais 60 novas infeções).

A região de Lisboa e Vale do Tejo, com a notificação de 330 novas infeções, contabiliza até agora 411.948 casos e 7.666 mortos.

Na região Norte foram registadas 258 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 408.946 casos de infeção e 5.547 mortes desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 140 casos, acumulando-se 142.260 infeções e 3.134 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 44 casos, totalizando 38.564 infeções e 1.020 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve o boletim regista 103 novos casos, acumulando-se 42.244 infeções e 457 mortos.

A região Autónoma da Madeira registou 8 novos casos, somando 12.158 infeções e 72 mortes devido à covid-19 desde março de 2020.

Os Açores têm hoje dois novos casos, contabilizando 8.756 casos e 42 mortos desde o início da pandemia.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 572.264 mulheres e 491.873 homens e, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 739 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 9.408 eram homens e 8.530 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Taxa de incidência e índice de transmissibilidade

A taxa de incidência nacional é de 137,4 casos de infeção por 100 000 habitantes. No continente está nos 140,1 casos por 100 000 habitantes.

O R(t) nacional está em 0,82 e no continente em 0,81.

Os dados dos indíces R(t) e da incidência são atualizados à segunda, quarta e sexta-feira.

Conselho de Ministros decide hoje sobre novo alívio de restrições

O Conselho de Ministros reúne-se hoje para decidir o possível levantamento de restrições que vigoraram por causa da covid-19, com efeitos a partir de 01 de outubro, numa altura em que Portugal se aproxima dos 85% de população vacinada.

Este levantamento de restrições - previsto na fase três do plano do Governo - acontece num momento em que Portugal se aproxima de ter 85% da população vacinada, regista uma trajetória sólida de descida da taxa de incidência de infeções (atualmente em 137,4 casos por 100 mil habitantes) e em que a taxa de transmissão se encontra abaixo de 1, mais precisamente em 0,82.

O certificado digital, por exemplo, deverá deixar de ser obrigatório nos restaurantes, cafés e pastelarias já a partir de 1 de outubro mas deve continuar a ser obrigatório no acesso a bares e discotecas

Por decidir, estará ainda nesta altura se se mantém ou não a obrigatoriedade de certificado ou teste negativo para a frequência de hotéis.

Última fase de desconfinamento: o que muda a partir de 1 de outubro

Mais de 4,7 milhões de mortos em todo o mundo

A covid-19 provocou pelo menos 4.705.691 mortes em todo o mundo, entre mais de 229,48 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China. Entretanto surgiram novas variantes, nomeadamente as identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

A grande maioria dos pacientes recupera, mas uma parte evidencia sintomas por várias semanas ou até meses.

Rússia regista 21.400 casos e 820 mortes em 24 horas

Links úteis

Mapa com os casos a nível global