Os números da Covid-19

Portugal com mais 2 mortes e 387 novos casos de covid-19

Cidade do Porto

VIOLETA SANTOS MOURA

O índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus é de 0,95.

Portugal contabiliza esta quarta-feira mais duas mortes e 387 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 16.983 mortes e 838.102 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta quarta-feira ativos 22.705 casos, menos 128 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 297 doentes, mais um do que no dia anterior. Nos cuidados intensivos estão 83 doentes, menos quatro que na terça-feira.

Os dados indicam ainda que mais 513 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 798.414 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 22.723 contactos, menos 833 relativamente ao dia anterior.

O índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus SARS-Cov-2 em Portugal é de 0,95 e a incidência de casos de infeção por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias de 61,3.

Os dados do Rt e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

BioNTech/Pfizer preparam versão da vacina contra a covid-19 que pode ser guardada no frigorífico

A empresa de biotecnologia alemã BioNTech está a preparar o pedido de aprovação de uma versão da vacina contra a covid-19 que pode ser armazenada em frigoríficos entre 2 a 8 graus Celsius até 6 meses, disse o presidente-executivo Ugur Sahin.

"A primeira formulação teve que ser armazenada e despachada a 80 graus negativos. Temos agora, entretanto, uma formulação, que ainda não foi aprovada, que pode ser armazenada a 2º a 8ºC", disse Sahin ao Financial Times.

Os dados sobre esta versão da vacina que é feita com a Pfizer estão a ser preparados para serem enviados aos reguladores.

Cagla Gurdogan

A 23 de abril já o presidente executivo da farmacêutica norte-americana, Albert Bourla, tinha referido a nova versão da vacina para facilitar o seu uso e armazenamento, que obriga atualmente a ficar num ambiente de -70º centígrados.

"Estamos a trabalhar numa fórmula, muito melhorada, com a qual a vacina será fornecida já diluída e pronta para uso", afirmou, acrescentando que essa nova versão "poderá ser armazenada durante dois ou três meses num frigorífico, [à temperatura] de dois a oito graus, além de dois a três meses num congelador convencional".

LINKS ÚTEIS