Vacinar Portugal

DGS não esclarece se é obrigatória prescrição médica para vacinar crianças sem doenças

A norma da DGS recomenda a vacina a crianças que tenham cancro, diabetes, obesidade, insuficiência renal crónica ou que sejam transplantados.

A Direção-Geral da Saúde atualizou a norma sobre a vacinação dos menores de 16 anos. O documento é omisso quanto à obrigatoriedade da prescrição médica para vacinar adolescentes sem doenças, diz apenas que só podem ser vacinados se estiverem acompanhados pelos pais ou representantes legais.

As duvidas continuam: o documento não refere se é ou não obrigatória apresentar uma prescrição médica para que as crianças com menos de 16 anos e que não tenham doenças sejam vacinados contra a covid-19.

O que é certo – e está bem explícito na nova norma – é que as crianças entre 12 e 15 anos que tenham cancro, diabetes, obesidade, insuficiência renal crónica ou sejam transplantados têm recomendação para fazer a vacina.

Da lista fazem ainda parte as crianças com doenças neurológicas – como paralisia cerebral e distrofias musculares – e as que têm doenças pulmonares ou cardíacas.

A norma da DGS esclarece ainda que as grávidas com mais de 16 anos não necessitam de declaração médica para que lhes seja administrada a vacina – que deve ser tomada, preferencialmente, a partir das 21 semanas.

Veja mais: