Vacinar Portugal

Covid-19. Mais de 915 mil pessoas já têm a vacinação completa em Portugal

Agustin Marcarian

De acordo com o relatório semanal, a primeira dose da vacina foi administrada a 2.568.344 pessoas.

Mais de 915 mil pessoas têm a vacinação completa contra a covid-19 e mais de 2,5 milhões já receberam a primeira dose da vacina, segundo o relatório semanal da Direção-Geral da Saúde divulgado esta terça-feira.

De acordo com o relatório, ao todo, 915.246 pessoas já receberam as duas doses da vacina contra a covid-19, o que equivale a 9% da população de Portugal. A primeira dose foi administrada a 2.568.344 pessoas (25%).

Na última semana, 86.940 pessoas ficaram com a vacinação completa e mais 341.313 receberam a primeira dose.

Portugal já recebeu 4.218.420 vacinas contra a covid-19, das quais foram distribuídas 3.581.288 pelos postos de vacinação de todo o país.

VACINAÇÃO POR GRUPOS ETÁRIOS

Por grupos etários, cerca de 93% dos idosos com 80 ou mais anos (632.941 pessoas) já receberam a primeira toma da vacina e 82% (557.022) já têm a vacinação completa com as duas tomas.

No grupo entre os 65 e os 79 anos, 71% (1.137.503) já recebeu a primeira dose, enquanto apenas 7% (117.416) tem a vacinação completa contra a covid-19.

Na faixa entre os 50 e os 64 anos, 19% (400.759) foram vacinados com a primeira dose e 4% (88.720) receberam as duas doses.

DGS

VACINAÇÃO POR REGIÕES

Por regiões, em Lisboa e Vale do Tejo foram vacinadas 1.152.640 pessoas, 131.433 das quais na última semana, seguindo-se o Norte, onde 1.149.332 pessoas receberam a vacina (+161.075).

Já na região Centro, foram administradas vacinas a 682.393 pessoas, mais 74.099 do que na última semana, tendo sido vacinadas no Alentejo 206.816 (+22.798) e no Algarve 129.979 (+19.476).

Relativamente às regiões autónomas, a DGS avança que nos Açores já foram administradas 68.047 doses de vacina (+9.564) e na Madeira um total de 91.293 (+9.617).

Task force prevê agendamento "sem problemas significativos" na próxima semana

A task force que coordena a vacinação contra a covid-19 garantiu esta terça-feira que as perturbações de agendamento dos últimos dias "já estão identificadas", estimando que este processo misto funcione "sem problemas significativos" na próxima semana.

"Todas as perturbações já estão identificadas, estando em curso a correção tão expedita quanto possível, estimando-se que este processo de agendamento misto esteja a funcionar sem problemas significativos na próxima semana", adiantou à Lusa fonte da estrutura liderada pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.

Em causa está a grande afluência de pessoas para receberem a vacina em alguns centros de vacinação, resultante de uma sobreposição de agendamentos, como aconteceu nos últimos dias em Sintra e em Coimbra, o que resultou em grandes ajuntamentos de utentes e, em alguns casos, em várias horas de espera para serem atendidos.