Vacinar Portugal

Covid-19: quando posso ser vacinado? 

O plano de vacinação da Covid-19 arrancou no final do ano passado e vai decorrer durante 2021. Em Portugal, as vacinas são administradas em três fases e por grupos prioritários. Se ainda não foi vacinado, pode fazer aqui a simulação para saber quando poderá ser chamado pelo Serviço Nacional de Saúde.

Tal como os restantes países europeus, Portugal definiu um plano para gerir a vacinação contra a covid-19. Segundo o Ministério da Saúde, “toda a população portuguesa poderá ser vacinada, desde que seja elegível de acordo com as indicações clínicas aprovadas para cada vacina na União Europeia”.

Vacinar 1,4 milhões de portugueses até abril

Na semana passada, o primeiro-ministro fixou como objetivo vacinar 1,4 milhões de portugueses até "ao princípio de" abril, depois de já terem sido administradas mais de "meio milhão de vacinas".

"Ultrapassámos o meio milhão de vacinas já administradas, o objetivo que temos é que, até ao princípio de abril, consigamos cumprir o objetivo de vacinar 1,4 milhões de portugueses entre aqueles que estão nos grupos de riscos prioritários e os que prestam serviços nos serviços essenciais", afirmou António Costa.

O primeiro-ministro recordou ainda que o Governo definiu, para a vacinação, duas prioridades: "Primeiro, vacinar pessoas que têm maior grau de risco de infeção; em segundo, vacinar as pessoas que é fundamental proteger para nos protegerem a todos nós".

As vacinas vão chegar para toda a população?

As autoridades de Saúde garantem que o País já assegurou, dentro dos mecanismos da Comissão Europeia, cerca de 22 milhões de doses de vacinas, suficientes para vacinar todos os residentes em Portugal.

As vacinas não chegam, no entanto, todas ao mesmo tempo, logo a administração é feita de forma faseada, obrigando à definição de grupos prioritários.

A vacinação será feita em três momentos, que abrangem vários subgrupos da população. Portugal está na primeira fase do plano de vacinação, que começou a 27 de dezembro do ano passado .

As três fases de vacinação

A primeira fase é destinada aos grupos de maior risco, aos profissionais da linha da frente no combate à pandemia, bem como aos profissionais e utentes de lares e instituições de redes de cuidados continuados. Pessoas com mais de 50 anos e com doença coronária, insuficiência cardíaca, insuficiência renal ou doença pulmonar obstrutiva crónica também são elegíveis para a primeira fase de vacinação.

Mais recentemente, foram acrescentados os idosos com 80 ou mais anos a este primeiro grupo, bem como os titulares de órgãos de soberania e altos cargos com funções no quadro do estado de emergência.

De acordo com o plano de vacinação, nesta fase espera-se vacinar um total de 1,6 milhões de portugueses com as duas doses da vacina.

A segunda fase tem início em abril e a terceira ainda não está definida, porque está dependente do final da segunda fase.

Quando posso ser vacinado?

A execução do plano de vacinação está a cargo do Serviço Nacional de Saúde. Não é possível pedir marcação para ser vacinado. Os utentes são contactados pelas autoridades de saúde. O médico de família poderá informar sobre a fase em que será vacinado.

Para uma previsão de quando poderá ser vacinado, consulte a seguinte simulação.

Simulador

Desde o início da pandemia que a comunidade científica internacional convergiu esforços para o desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19.

As vacinas foram criadas em várias partes do mundo. Atualmente, há diversos estudos em curso e mais de 200 vacinas a serem desenvolvidas, mais de 50 estão na fase de testes em humanos (ensaios clínicos).

A Comissão Europeia está a contratualizar vacinas em nome de todos os Estados Membros através da celebração de contratos de aquisição prévia.

Portugal adquiriu cerca de 22 milhões de doses, no âmbito dos acordos entre seis farmacêuticas e a União Europeia: Astrazeneca, BioNTech/Pfizer, Moderna, Curevac e Janssen e Sanofi/GSK.

A vacina contra a Covid-19 não é obrigatória. Contudo, as autoridades de saúde recomendam fortemente a vacinação de forma a controlar a pandemia.

Veja também: