Orçamento do Estado

Terminou a reunião entre Marcelo, Ferro e Costa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

JOSÉ COELHO

As três maiores figuras de Estado juntaram-se esta quarta-feira em Belém para jantar.

Após o chumbo, na generalidade, da proposta de Orçamento do Estado para 2022, as três maiores figuras do Estado juntaram-se esta quarta-feira em Belém para jantar.

O encontro entre Marcelo Rebelo de Sousa, Ferro Rodrigues e António Costa durou cerca de duas horas e meia.

O Presidente da República, Presidente da Assembleia da República e primeiro-ministro terão analisado o resultado do chumbo do Orçamento do Estado, falaram do que ainda falta fazer até ao fim da legislatura com a dissolução do Parlamento, que será, em princípio, depois do Conselho de Estado no próximo dia 3 de novembro, como conta o repórter da SIC, José Manuel Mestre.

As três maiores figuras do Estado também terão falado como é que António Costa, que diz que não se demite, vai ficar no exercício de funções.

O que se segue ao chumbo do Orçamento do Estado?

Com luz vermelha à proposta do Governo, abrem-se dois caminhos: ou o Executivo de António Costa reescreve o Orçamento e apresenta uma nova versão aos deputados, ou o Parlamento é dissolvido, como já antecipou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Assim que o Presidente da República anuncie a dissolução do Parlamento, tem de marcar novas eleições legislativas. Até lá, o país é governado com base no Orçamento anterior pelo sistema de duodécimos.

O Governo mantém-se em funções, mas com poderes limitados.

Presidente da República vai ouvir partidos no sábado

O Presidente da República vai ouvir os partidos políticos com assento parlamentar no próximo sábado, dia 30 de outubro, e o Conselho de Estado no dia 3 de novembro.

Em comunicado no site oficial da Presidência da República, os encontros vão de acordo ao exigido pela Constituição da República Portuguesa.

Na segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa vai ouvir o Livre. De acordo com o porta-voz do Grupo de Contacto do Livre, Pedro Mendonça, citado pela Lusa, o chefe de Estado "chamou o Livre a Belém" na próxima segunda-feira pelas 18:00.

O comunicado refere ainda que o Presidente da República receberá os Parceiros Sociais na sexta-feira, dia 29 de outubro.

Veja também: