Orçamento do Estado

OE 2022: PCP afirma que não pode “dar as respostas que cabe ao Governo dar”

João Oliveira coloca sobre o Governo a culpa de uma eventual crise política.

O líder parlamentar do PCP, João Oliveira, afirma que o anúncio feito pelo Governo esta segunda-feira em relação à caducidade das contratações coletivas - uma das medidas exigidas pelo PCP e BE nas negociações orçamentais - já era de conhecimento do partido.

“O que nos foi respondido hoje sobre a contratação coletivo já nos tinha sido dito, já sabíamos desse elemento. O mais relevante foi a conferência de imprensa do Governo (…), confirmando a recusa do conjunto de elementos que adiantámos”, informou João Oliveira em entrevista à SIC.

O líder parlamentar do Partido Comunista reforça que o PCP não pode “dar as respostas que cabe ao Governo dar”, colocando sobre o Executivo a culpa de uma eventual crise política provocada pelo chumbo do Orçamento do Estado.

A proposta de OE2022 vai ser votada na quarta-feira, na generalidade, não estando a sua viabilização garantida. O PCP informou esta segunda-feira que votará contra.

VEJA TAMBÉM: