Julho sem plástico

As alternativas aos cotonetes tradicionais de plástico e de uso único

As alternativas aos cotonetes tradicionais de plástico e de uso único

Cotonetes representam 60% do lixo encontrado nas praias.

Os cotonetes são, na grande maioria, compostos por plástico e de uso único.

Depois de usados, há quem tenha o hábito de colocar os cotonetes na sanita. Uma gestão incorreta de resíduos que tem reflexos diretos no ambiente, pois representa uma grande ameaça para a biodiversidade marinha.

Cerca de 60% dos resíduos que aparecem nas estações de tratamento de águas resíduais são cotonetes. Devido às suas características não é possível filtrá-los e acabam por ser descarregados no oceano.

A reduzida taxa de degradação orginou uma dispersão destes resíduos pelo ambiente. Mas Carmen Lima, da Quercus, explica as alternativas que existem aos tradicionais cotonetes de plástico e de uso único.

UM DESAFIO PARA JULHO: O MÊS SEM PLÁSTICO

Julho é considerado o mês internacional sem plástico.

Há uma década que este mês é um desafio global para conservar o planeta. A iniciativa já chegou a 250 milhões pessoas de 177 países.

JULHO SEM PLÁSTICO