Jogos Olímpicos

Tóquio 2020. Vara quebra-se durante o salto e atleta candidata a medalha sofre queda aparatosa

Aleksandra Szmigiel

A atleta acabou por ter de desistir da prova devido a uma lesão provocada pela queda.

O azar atingiu a atleta Sandi Morris e tirou-a da corrida às medalhas. A norte-americana viu a vara partir-se durante uma das tentativas de salto em altura, tendo acabado por cair no chão. Num esclarecimento partilhado na sua conta de Twitter, Morris conta que ficou com uma lesão na anca e afirma que irá recuperar e voltar às competições.

O vara, usada para dar impulso no salto em altura, partiu-se no momento em que a atleta fez o movimento de apoio. Sandi Morris caiu na beira da área de proteção, tendo depois escorregado para o chão.

Inicialmente, a atleta de 29 anos parecia ter ficado bem, mas, durante a corrida, as dores na anca e na perna impediram-na de realizar um novo salto.

“Eu não tinha hipótese de fazer a corrida para outro salto. Mas eu tentei na mesma”, afirma.

Sandi Morris é a terceira do ranking mundial e tinha sido apontada como uma das principais candidatas ao pódio em Tóquio 2020. A atleta já tinha realizado o salto de 4,40 metros e tentava atingir os 4,55 metro – marca que garantia a passagem à fase seguinte de 15 atletas.

Devido à lesão, a atleta viu-se forçada a desistir da prova. Uma situação que levou Sandi Morris às lágrimas.

“Posso seguir sabendo que dei tudo o que tinha. As condições e circunstâncias foram desafortunadas e infelizes, mas eu vou para casa, curar-me, estar perto do amor do meu marido e família e eu sei que vou voltar bem. Só preciso de curar agora”, escreveu a atleta, agradecendo por todo o apoio dos fãs.

ACOMPANHE O ESPECIAL JOGOS OLÍMPICOS

A SIC EM TÓQUIO

VEJA MAIS: