Jogos Olímpicos

Tóquio 2020. Par indonésio vencedor de badminton vai receber casa, dinheiro, vacas e café para a vida

MAST IRHAM

Na Indonésia o badminton é quase uma religião

O par de badminton feminino indonésio que ganhou ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio vai receber uma casa, 295 mil euros, mais ainda cinco vacas e café para o resto da vida.

O arquipélago indonésio, onde o desporto badminton é quase uma religião, ficou entusiasmado na segunda-feira quando a dupla feminina Apriyani Rahayu e Greysia Polii venceu o par chinês por 21-19, 21-15 na final do torneio.

O Presidente indonésio, Joko Widodo, felicitou os atletas das redes sociais após uma "partida dura e emocionante" e disse que a vitória foi um presente antecipado para o Dia da Independência, que é celebrado a 17 de agosto.

O Governo recompensará os vencedores com 5 mil milhões de rupias indonésias (cerca de 295.000 euros), que também receberão um apartamento na capital, um presente de um promotor imobiliário, bem como telefones ou assinaturas de revistas por tempo indeterminado.

Um café em Jacarta anunciou também que oferecerá aos vencedores café gratuito para toda a vida.

Entretanto, o chefe distrital de Konawe, na ilha de Sulawesi, de onde é originária Apriyani, disse ao portal de notícias Tempo que a administração local dará ao campeão olímpico cinco vacas e um terreno para construir uma casa.

A SIC EM TÓQUIO

CONSULTE AQUI O MEDALHEIRO OLÍMPICO