Jogos Olímpicos

"Sinto-me capaz de continuar a conquistar resultados e medalhas para Portugal”

Fernando Pimenta diz que ainda não acredita na conquista que teve em Tóquio 2020.

O canoísta Fernando Pimenta regressou, esta quarta-feira, a Portugal, depois de ter conquistado a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. À chegada ao aeroporto de Lisboa, confessou que ainda está a ganhar consciência do feito alcançado, mas já sonha com as próximas competições

"Ainda não estou a acreditar muito bem no momento", começou por dizer o atleta aos jornalistas. “Ainda não deu para ver ou rever a regata. Só hoje é que me apercebi do quão fiquei perto da prata e ainda não estou um bocado dentro da realidade, ainda estou a sentir o peso da medalha”.

Quando questionado se sente que irá ficar na história da canoagem, Fernando Pimenta acredita já ter o nome inscrito na modalidade e pretende alcançar novos prémios nas Olimpíadas.

"Acho que na história já estava através do currículo que tenho vindo a apresentar, agora em termos de currículo olímpico acho que ainda posso acrescentar mais alguma coisa", disse ainda.

O atleta, que está prestes a fazer 32 anos, sente-se “capaz de continuar nos próximos anos a conquistar resultados e medalhas para Portugal”.

TERCEIRA MEDALHA PORTUGUESA EM TÓQUIO

Esta é a terceira medalha de Portugal em Tóquio 2020, depois do bronze do judoca Jorge Fonseca na categoria de -100kg e da prata de Patrícia Mamona no triplo salto.

Portugal passou a contar com um total de 27 medalhas conquistadas em Jogos Olímpicos (quatro de ouro, nove de prata e 14 de bronze), duas das quais na canoagem, ambas com a participação de Fernando Pimenta, que integra agora o restrito grupo de atletas lusos com dois pódios no maior evento desportivo mundial.

ACOMPANHE O ESPECIAL JOGOS OLÍMPICOS

A SIC EM TÓQUIO

VEJA MAIS: