Extremos

Discurso de ódio: das palavras aos atos

Canva

Maria Rodrigues

Maria Rodrigues

Aluna da Nova FCSH

Durante o último ano, assistimos ao crescimento de um movimento contra o antirracismo. A caracterização do racismo como um “fantasma” que não existe, nas redes sociais, nas ruas e até no Parlamento português, deu lugar a atos de ameaça, violência verbal e vandalização.

“Em Portugal, no espaço de um ano, o discurso de ódio ganhou uma visibilidade nunca dantes vista - e, das palavras, passou-se a atos intoleráveis em democracia".

Leia também:

Acompanhe o especial Extremos

É um projeto patrocinado pela Fundação Calouste Gulbenkian que terá uma expressão multimédia e que incluirá um conjunto de grandes reportagens que a SIC emitirá em fevereiro de 2021. O projeto resulta de uma pareceria estabelecida entre a SIC e a NOVA FCSH e pretende mergulhar no difícil tópico do “populismo radical que alimenta a direita nacionalista e antissistema europeia” - título que esconderá derivas em direção aos extremos; em direção ao quadro que molda a extrema direita.

  • 15,618

    Opinião

    É este o número oficial de árbitros e juízes federados que existem em Portugal, de acordo com a última informação disponível (de 2018).

    Duarte Gomes