UEFA Euro 2020: Seleções e Grupos

Euro 2020. Rússia: passado de ouro sem vislumbre de repetição

Pavel Golovkin

O perfil, o historial, momentos memoráveis e curiosidades sobre a presença da seleção russa no Campeonato da Europa.

A Rússia é uma das 11 anfitriãs da edição do Euro 2020. Como União Soviética, foi a primeira seleção a vencer um Campeonato da Europa, numa altura que ainda se chamava Taça das Nações Europeias. Desde então, esteve presente em mais 10 fases finais da competição, mas sem nunca vencer.

Ao comando, a equipa tem o selecionador Stanislav Cherchesov, que jogou como guarda-redes pela União Soviética, Comunidade dos Estados Independentes e Rússia.

Em 2021, a seleção russa quer alcançar o feito de 1960 agora como Rússia.

Selecionador: Stanislav Cherchesov

  • 57 anos;
  • Russo;
  • Comanda a seleção desde 2016;
  • Antes da seleção, treinou clubes como Legia Varsóvia, Dínamo Moscovo e Spartak Moscovo.

Pavel Golovkin

Convocados:

Guarda-redes: Yuri Dyupin (Rubin), Matvei Safonov (Krasnodar), Anton Shunin (Dinamo Moskva)

Defesas: Igor Diveev (CSKA Moskva), Georgi Dzhikiya (Spartak Moskva), Mario Fernandes (CSKA Moskva), Vyacheslav Karavaev (Zenit), Fedor Kudryashov (Antalyaspor), Andrei Semenov (Akhmat)

Médios: Dmitri Barinov (Lokomotiv Moskva), Denis Cheryshev (Valencia), Daniil Fomin (Dinamo Moskva), Aleksandr Golovin (Monaco), Daler Kuzyaev (Zenit), Andrei Mostovoy (Zenit), Maksim Mukhin (CSKA Moskva), Magomed Ozdoev (Zenit), Rifat Zhemaletdinov (Lokomotiv Moskva), Yuri Zhirkov (Zenit), Roman Zobnin (Spartak Moskva)

Avançados: Artem Dzyuba (Zenit), Aleksei Ionov (Krasnodar), Denis Makarov (Rubin), Aleksei Miranchuk (Atalanta), Aleksandr Sobolev (Spartak Moskva), Anton Zabolotny (CSKA Moskva)

Melhor desempenho no Euro:

Venceu a Taça das Nações Europeias em 1960, ainda como União Soviética.

Presenças nas fases finais:

A seleção esteve presente em 11 fases finais, cinco como União Soviética e uma como Comunidade dos Estados Independentes: 1960, 1964, 1968, 1972, 1988, 1992, 1996, 2004, 2008, 2012 e 2016.

Jogadores com mais golos:

  • Roman Pavlyuchenko (4)
  • Alan Dzagoev, Valentin Ivanov, Viktor Ponedelnik (3)
  • Andrey Arshavin, Oleh Protasov (2)

Momentos memoráveis:

A presença da União Soviética na final de 1988 foi um marco histórico - a última vez que chegou à final. No entanto, o momento foi ofuscado pelo o golo icónico de Marco van Basten, que fez o 2-0 e deu a vitória para os Países Baixos.

Carlo Fumagalli

Dmitri Kirichenko marcou aos 67 segundos na vitória da Rússia, por 2-1, frente à Grécia, na fase de grupos do Euro 2004, que viria a ser conquistado pela seleção grega. Este golo continua a ser o mais rápido numa fase final do Euro.

Michael Dalder

A vitória frente aos Países Baixos, em 2008, continua a ser um dos maiores triunfos na história da seleção russa, com os festejos da equipa sobre Torbinski, a comemoração silenciosa de Andrey Arshavin e os gritos emocionados dos comentadores televisivos.

Ruben Sprich

Curiosidades:

► A Rússia marcou três golos frente à República Chega, no Euro 96, num jogo que terminou num empate por 3-3. Contudo, o resultado podia ter sido pior para os russos. O guarda-redes Stanislav Cherchesov viu a bola atingir as traves quatro vezes. Nenhuma outra equipa foi "salva" pelas traves mais do que quatro vezes num jogo da fase final do Euro.

► Stanislav Cherchesov, que agora é o selecionador, jogou como guarda-redes pela União Soviética, Comunidade dos Estados Independentes e Rússia.

Neal Simpson - EMPICS

► Alan Dzagoev marcou três vezes no Euro 2012 e foi eleito o melhor marcador, assim como outros cinco jogadores.

Kacper Pempel

Calendário de jogos:

O Euro 2020 realiza-se entre 11 de junho e 11 de julho de 2021, depois de ter sido adiado um devido à pandemia de covid-19.

A Rússia está no Grupo B com a Dinamarca, Bélgica e Finlândia.

Sábado, 12 de junho

  • Bélgica - Rússia (20h00, São Petersburgo)

Quarta-feira, 16 de junho

  • Finlândia - Rússia (14h00, São Petersburgo)

Segunda-feira, 21 de junho

  • Rússia - Dinamarca (20h00, Copenhaga)

Fonte: UEFA

Veja também:

ESPECIAL EURO 2020