UEFA Euro 2020: Seleções e Grupos

Euro 2020. Itália: um bicampeonato que escapa há mais de 50 anos

Martin Meissner

O perfil, o historial, momentos memoráveis e curiosidades sobre a presença da seleção italiana no Campeonato da Europa.

Pela primeira vez nos 60 anos de história do Campeonato da Europa, os jogos vão ser distribuídos por 11 cidades-anfitriãs. Roma será uma delas e o Estádio Olímpico irá acolher o jogo de abertura, entre a Turquia e Itália.

A seleção italiana foi campeã em 1968, em casa, e já esteve presente em nove fases finais do Euro. O seu guarda-redes Buffon é o jogador que fez mais presenças como capitão no Campeonato da Europa.

Em 2021, o selecionador Roberto Mancini e os seus convocados vão tentar alcançar o feito de 1968.

Selecionador: Roberto Mancini

  • 56 anos;
  • Italiano;
  • Comanda a seleção desde 2018;
  • Passou por clubes como Zenit, Inter Milão, Galatasaray ou Manchester City, com os quais conquistou vários troféus.

Petr David Josek

Convocados:

Guarda-redes: Gianluigi Donnarumma (Milan), Alex Meret (Nápoles), Salvatore Sirigu (Torino)

Defesas: Francesco Acerbi (Lazio), Alessandro Bastoni (Inter), Leonardo Bonucci (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Giovanni Di Lorenzo (Napoli), Emerson (Chelsea), Alessandro Florenzi (Paris), Leonardo Spinazzola (Roma), Rafael Tolói (Atalanta)

Médios: Nicolò Barella (Inter), Federico Bernardeschi (Juventus), Federico Chiesa (Juventus), Bryan Cristante (Roma), Jorginho (Chelsea), Manuel Locatelli (Sassuolo), Lorenzo Pellegrini (Roma), Stefano Sensi (Inter), Marco Verratti (Paris)

Avançados: Andrea Belotti (Torino), Domenico Berardi (Sassuolo), Ciro Immobile (Lazio), Lorenzo Insigne (Napoli), Giacomo Raspadori (Sassuolo)

Melhor desempenho no Euro:

Itália foi campeã da Europa em 1968, em casa. No primeiro jogo empatou com a Jugoslávia por 1-1 no prolongamento. Na repetição do jogo, venceu por 2-0.

Presenças nas fases finais:

A seleção italiana chegou a nove fases finais do Euro: 1968, 1980, 1988, 1996, 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016.

Jogadores com mais golos em fases finais:

  • Mario Balotelli, Antonio Cassano (3)
  • Pierluigi Casiraghi, Filippo Inzaghi, Graziano Pellè, Andrea Pirlo, Francesco Totti (2)

Momentos memoráveis:

O percurso até ao título em 1968 ficou marcado por diferentes imprevistos. Itália venceu as meias-finais contra a União Soviética através da moeda ao ar. Na final, venceu após jogo de repetição, o qual Itália não teria jogado se não fosse o golo de Angelo Domenhini nos instantes finais.

O guarda-redes Francesco Toldo ganhou a titularidade, em 2000, devido a uma lesão de Buffon. Neste Euro, Toldo foi o herói das meias-finais frente aos Países Baixos. Com Itália a jogar durante 90 minutos com apenas 10 jogadores, o guarda-redes defendeu três penáltis e ajudou no apuramento para a final.

THOMAS KIENZLE

Curiosidades:

► Itália (1968) foi uma das três seleções que venceu o Euro em casa, juntamente com Espanha (1964) e França (1984).

► O jogador mais jovem a marcar um golo numa final do Euro é o italiano Anastasi. Tinha 20 anos e 64 dias.

► Buffon é o jogador que fez mais presenças no Euro como capitão (13).

Laurent Cipriani

Calendário de jogos:

O Euro 2020 realiza-se entre 11 de junho e 11 de julho de 2021, depois de ter sido adiado um devido à pandemia de covid-19.

Itália (anfitriã) está no Grupo A com a Turquia, País de Gales e Suíça.

Sexta-feira, 11 de junho

  • Turquia - Itália (20h00, Roma)

Quarta-feira, 16 de junho

  • Itália - Suíça (20h00, Roma)

Domingo, 20 de junho

  • Itália - Gales (17h00, Roma)

Fonte: UEFA

Veja também:

ESPECIAL EURO 2020