Eleições nos EUA

EUA: Nomeação de Amy Coney Barrett considerada uma vitória para Trump

A juíza indicada pelo presidente norte-americano reuniu 52 votos a favor e 48 contra.

Amy Coney Barrett foi esta segunda-feira nomeada para juíza do Supremo Tribunal. A escolha de Donald Trump para substituir Ruth Ginsburg, que morreu no mês passado, foi aprovada no Senado com 52 votos a favor e 48 contra.

Uma hora depois da votação, Amy Coney Barrett tomava posse na Casa Branca. No primeiro discurso, a juíza prometeu resistir às influências políticas.

Ceder às suas preferências seria negligência do dever. Os juízes federais não são eleitos. Assim, não têm fundamento para afirmar que as suas preferências refletem as do povo, disse a juíza, sublinhando que esta separação do dever de preferência política é o que torna distinto o sistema judicial nos três ramos do Governo.

A poucos dias das eleições presidenciais, a nomeação de Amy Coney Barrett é considerada por analistas como uma vitória para Donald Trump. Desde o início do mandato, o atual presidente norte-americano já indicou três membros do Supremo Tribunal.