Coronavírus

Covid-19. Brasil começou a distribuir 500 mil doses da vacina da Pfizer

O contrato assinado com a farmacêutica é para um total de 100 milhões de doses.

Saiba mais...

As 500 mil doses da vacina da Pfizer que começaram a ser distribuídas esta segunda-feira no Brasil não chegam para todos os que a querem.

O Governo brasileiro pretende acelerar o lento processo de imunização no país. A semana passada chegou já um milhão de doses, metade começou agora a ser administrada. O Ministério da Saúde informou que ia distribuir as vacinas de forma proporcional entre todos os estados brasileiros, mas as queixas já se fazem ouvir.

No ano passado, durante a primeira vaga da pandemia, Jair Bolsonaro, opôs-se à compra da vacina da Pfizer. Por isso, apenas as da Sinovac e da AstraZeneca têm estado a ser administradas, mas não são suficientes para proteger toda a população.

Perante o aumento de casos, o executivo acabou por ceder e este ano chegou a acordo com a farmacêutica Pfizer.

A falta de vacinas no país está a ser investigada. A Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado pretende saber se o Governo de Bolsonaro é ou não responsável pelo agravamento da crise sanitária.

A pandemia já provocou mais de 400 mil mortos no Brasil.

Veja também: