Coronavírus

Pesadelo na Índia: Quase 200 mil mortes desde o início da pandemia

Apesar de uma ligeira descida dos números, nas últimas 24 horas, o país registou quase 2.800 mortos e mais de 323 mil casos

Saiba mais...

A Índia registou menos mortes e menos casos, mas o pesadelo ainda está longe de terminar.

Em cada pira em chamas está a história de uma família devastada pela covid-19. A dor tornou-se coletiva, como as cremações improvisadas e apressadas, tal é o ritmo a que surgem novos corpos para queimar. Nas últimas 24 horas, o gigante asiático totalizou quase 2.800 mortes, acumulando cerca de 198 mil desde o início da pandemia.

A Organização Mundial de Saúde diz que a situação é desoladora e que está a fazer tudo o que pode para ajudar. A OMS está entre as várias entidades mundiais empenhadas em apoiar a Índia que, nas últimas horas, recebeu os primeiros equipamentos médicos enviados pelo Reino Unido.

Também os Estados Unidos anunciaram o envio de recursos médicos e matérias-primas para fabricar vacinas na Índia, retribuindo a ajuda que receberam do país no início da pandemia.

A propagação, sem precedentes, do vírus está a ser atribuída, pelos especialistas, a uma estirpe mais contagiosa e ao relaxamento precoce das medidas de contenção, com grandes eventos e festivais permitidos pelo governo.