Coronavírus

Profissionais de saúde continuam sem receber subsídio de risco prometido pelo Governo

Rita Neves

Rita Neves

Jornalista

Pagamento aos profissionais que estão na linha da frente no combate à pandemia deveria ter começado em fevereiro.

Saiba mais...

Os profissionais de saúde continuam sem receber subsídio de risco prometido pelo Governo. O pagamento deveria ter começado em fevereiro.

Segundo o jornal Público, o valor não vai ser pago ainda no final de março. Os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde aguardam ainda orientações do Ministério da Saúde para a criação dos códigos de processamento.

Os sindicatos falam em desrespeito pelos profissionais do Serviço Nacional de Saúde.

Segundo o Orçamento do Estado para 2021, o valor do subsídio corresponde a 20% do salário base, com limite máximo de 219 euros. Foi uma promessa do Governo durante a pandemia de covid-19.

Veja também:

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia