Coronavírus

Idoso internado com covid-19 foi dado como morto apesar de estar vivo

Só descobriu quando teve alta e precisou de comprar medicamentos.

Saiba mais...

Um idoso do concelho de Seia foi dado como morto na base de dados do Serviço Nacional de Saúde. O homem, de 89 anos, esteve hospitalizado durante três meses e já estava em casa quando descobriu o erro. Precisou de receitas para comprar medicamentos e foi quando foi informado que o sistema o indicava como morto.

O óbito do utente indicado na base de dados do SNS foi declarado a 23 de dezembro, data em que Benjamim estava internado na unidade covid-19 da Guarda.

Contactado, o hospital diz ter-se tratado de um lapso e assegurou já ter tomado medidas para corrigi-lo. Garante ainda que está a avaliar internamente o que se passou para apurar responsabilidades.

À SIC, o centro de saúde de Seia confirmou que o problema já foi ultrapassado.

  • O bicho homem em quatro episódios

    Opinião

    Gostava muito de partilhar o otimismo de Attenborough e de Bregman. Mas depois há episódios como o da Superliga. Ou o das vacinas concentradas no hemisfério Norte. E a esperança esvai-se. Como as superfícies geladas do Ártico no verão.

    Cristina Figueiredo