Coronavírus

Covid-19. Portugal não vai comprar vacinas não aprovadas pela Europa

O ministro dos Negócios Estrangeiro admitiu a realização de novos voos de repatriamento de portugueses.

Saiba mais...

Portugal só vai comprar vacinas contra a covid-19 que sejam autorizadas pela Agência Europeia do Medicamento (EMA). No Parlamento, o ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou que se o país comprasse à margem estaria a trair a decisão tomada a nível europeu.

Com atrasos na entrega das vacinas a obrigar a realização e ajustes nos planos de vacinação, Augusto Santos Silva traça uma linha vermelha: Portugal não irá comprar vacinas não aprovadas.

No Parlamento, o Governo garante que a compra de vacinas pela União Europeia continua a ser a melhor forma de fazer com que cheguem mais rápido. Santos Silva espera que a vacina da Johnson&Johnson seja aprovada a nível europeu durante o mês de março

Sobre o passaporte de vacinação, o ministro diz que é uma hipótese em estudo, mas que será um instrumento que se junta a outros.

Quando questionado sobre os voos de repatriamento – como o que aconteceu no último sábado oriundo do Brasil –, Santos Silva admite que podem vir a existir mais. Entretanto, a Embaixada Portuguesa em Brasília anunciou que a TAP iria realizar uma nova viagem entre São Paulo e Lisboa no próximo dia 11 de março.

  • O bicho homem em quatro episódios

    Opinião

    Gostava muito de partilhar o otimismo de Attenborough e de Bregman. Mas depois há episódios como o da Superliga. Ou o das vacinas concentradas no hemisfério Norte. E a esperança esvai-se. Como as superfícies geladas do Ártico no verão.

    Cristina Figueiredo