Coronavírus

Bebé sem máscara terá levado ao cancelamento de um voo nos EUA

David Zalubowski

"Porque é que se estão a meter com uma criança de 18 meses?"

Saiba mais...

Um voo da Frontier Airlines foi cancelado depois de um "grande grupo" de passageiros se ter recusado a usar máscaras, de acordo com a companhia aérea norte-americana. No entanto, a versão da família envolvida no incidente é diferente. Um dos passageiros diz que a família foi expulsa por causa de um bebé sem máscara.

De acordo com o New York Post, a situação ocorreu este domingo, a bordo de um voo que partia de Miami, na Flórida, com destino ao aeroporto de LaGuardia, em Nova Iorque. O desentendimento forçou os passageiros a abandonarem o avião e o voo foi remarcado para o dia seguinte.

Num comunicado, emitido no próprio dia, a companhia aérea de baixo custo afirmou que "diversas pessoas, incluindo vários adultos, recusaram" usar máscara, uma das medidas contra a covid-19, depois de lhes ser pedido. A Frontier Airlines adiantou ainda que as autoridades foram chamadas a intervir depois da "recusa em usar máscara, a recusa em desembarcar do voo e de agressão contra a tripulação".

No entanto, em declarações ao jornal norte-americano, um dos passageiros contrariou a versão da companhia aérea e disse que a razão pela qual a família foi expulsa foi o facto de um bebé estar sem máscara.

"Já estávamos todos no avião quando eles (os comissários de bordo) vieram e viram o bebé de 18 meses sem máscara", disse Hershey Greenbaum, que adiantou ainda que outros passageiros defenderam a família.

Num vídeo do incidente, é possível ver o pai a explicar que a criança tinha menos de dois anos.

"Todas as pessoas no avião estavam a ficar realmente chateadas e agitadas, porque o que vais fazer? É um bebé de 18 meses", explicou, revelando também que os pais disseram à tripulação que iam tentar cobrir o bebé. "A maior parte das pessoas eram contra, judeu ou não judeu, porque é que se estão a meter com uma criança de 18 meses?"

Perante as acusações, a companhia aérea garantiu que "o problema não surgiu através de uma criança com menos de dois anos".

Cerca de 15 polícias foram chamados ao local do incidente.

  • 1:37