Coronavírus

Portugal registou o número de mortes mais alto de sempre num só dia

Alberto Valdes

Morreram mais de 200 pessoas com covid-19 e mais 500 sem ser de covid.

Saiba mais...

O número diário de mortos - covid e não-covid - atingiu um valor recorde esta semana em Portugal.

Na quarta-feira, os registos dão conta de 721 óbitos em todo o país: é o número mais alto desde que há registo e quase o dobro da média diária habitual, durante o mês de janeiro.

Destes 721 mortos registados na quarta-feira, 221 foram atribuidos à pandemia. Porém, as estatísticas mostram que nesse mesmo dia, morreram mais 500 pessoas sem ser por covid - o que pode resultar de um agravamento geral das condições de saúde em Portugal.

Mortalidade em Portugal durante 2020 foi 10,6% superior à média dos anteriores 5 anos

O número de mortes em Portugal durante 2020 foi 10,6 % maior em relação à média dos anteriores cinco anos, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), que registou 123.409 óbitos, mais 12.220 do que entre 2015 e 2019.

No dia 31 de dezembro, registavam-se 6.906 mortes atribuídas à covid-19, ou seja, 56% do excesso de mortalidade de 2020 em relação à média 2015-2019.

De acordo com dados preliminares do INE, durante os primeiros dois meses do ano passado a mortalidade foi inferior ao período de referência dos cinco anos anteriores, mas depois de terem sido diagnosticados os primeiros casos de contágio pelo novo coronavírus, todos os meses aumentou a mortalidade em excesso.

Desde março até ao fim de 2020, houve 101.669 mortes em Portugal, mais 13.495 em relação à média do mesmo período medido entre 2015 e 2019.

Um quinto das mortes na primeira semana de 2021 foram atribuídas à covid-19, indica o INE, que registou 3.634 mortes no total, mais 830 do que a média do mesmo período entre 2015 e 2019.