Coronavírus

Hospital de S. João está a estudar resposta à vacina da Pfizer

Luís Dinis

Luís Dinis

Repórter de Imagem

Lúcia Amorim

Lúcia Amorim

Editora de Imagem

Hospital do Porto está a realizar testes serológicos a 35 profissionais que foram vacinados contra a Covid-19 no arranque da campanha. Mais de 95% já produziram anticorpos.

Saiba mais...

A 27 de dezembro, foi no hospital de São João, no Porto, que se assinalou um momento de viragem na pandemia, com o primeiro vacinado em Portugal contra a Covid-19. Logo no dia seguinte começou o estudo coordenado por Tiago Guimarães, diretor do Serviço de Patologia Clínica.

"Logo na 2ª e 3ª feira a seguir, dia 28 e 29 de dezembro, fizemos a primeira colheita, fizemos uma semana depois e 15 dias depois com o objetivo de percebermos qual era o "timming" da imunidade, ou seja, quando é que começavam a produzir anticorpos."

Dos cerca de 2200 profissionais vacinados no 1º dia, 35 foram alvo de testes.

"São testes serológicos que procuram na mesma imunoglobulinas tipo G, mas a única particularidade é que permitem conhecer a resposta vacinal."

Na colheita que foi feita uma semana depois, 10 a 15% dos profissionais do São João vacinados já tinham anticorpos provocados pela vacina. Na segunda colheita, esse número é superior 95%, o que está em linha com os resultados da farmacêutica Pfizer. Segundo Tiago Guimarães, é a partir do décimo dia que se espera produção de anticorpos.

"Não estamos a falar de nada que não fosse o antecipado, mas ficamos satisfeitos por saber que, de facto, funcionou."

Os dados obtidos pelo hospital de São João de forma alguma condicionam a toma da segunda dose, que deverá ser administrada este domingo ou dias seguintes aos primeiros vacinados.

  • 1:55
  • O cartão amarelo que não se percebe 

    Opinião

    Despir a camisola aquando da celebração de um golo é proibido pelas leis de jogo. Penso que toda a gente sabe disso. Aliás, basta apenas que um qualquer jogador cubra a cabeça usando essa peça de equipamento para ser sancionado.

    Duarte Gomes