Coronavírus

Hospitais do distrito de Aveiro com ocupação covid de 90%

Eurico Bastos

Eurico Bastos

Repórter de Imagem

Aveiro já não tem vagas em Cuidados Intensivos covid e tem apenas 12 vagas para doentes covid em enfermarias.

Saiba mais...

Os Cuidados Intensivos covid, no Hospital de Aveiro, já não têm vagas, todas as dez camas estão ocupadas.

Nas enfermarias covid, há ainda 109 pessoas internadas, sobram 12 vagas.

Os números estão em constante mudança, mas nas últimas duas semanas têm estado assim, bem próximos do limite.

Nos Cuidados Intensivos covid, Aveiro tem uma mulher, na casa dos 60 anos, e oito homens entre os 54 e os 72 anos de idade.

Desde o início do ano, ou seja, em quinze dias, morreram 14 doentes infetados com coronavírus.

Aveiro tem ainda recebido doentes de hospitais de outros distritos.

Têm sido transferidos pacientes do hospital de Viseu e de Penafiel, mas também de Ovar e da Feira.

Nas urgências, continua a tendência de aumento da procura.

O dia de maior afluência foi 4 de janeiro, com 433 atendimentos urgentes.

Mais a norte, no distrito, no Centro Hospitalar De Entre o Douro e Vouga, a ocupação de camas covid tem estado acima dos 90% nas últimas semanas.

Há 101 pessoas internadas em enfermarias e mais 21 nos Cuidados intensivos.

Na UCI covid estão 16 homens e cinco mulheres, o mais novo tem 50 anos, o mais velho 81.

A média de idades dos internados em intensivos ronda os 69 anos.

Desde o início deste mês, morreram 28 pessoas com covid.

A sobrecarga está também na urgência.

Em média, têm sido atendidos 390 doentes por dia, mas a 6 de janeiro foram vistos mais de 450.

O Centro hospitalar de Entre o Douro e Vouga, na Feira, admite que é possível crescer e adaptar espaços para mais camas covid.

Apesar desta elasticidade estrutural, lembra que os profissionais de saúde, esses, não são elásticos e não se desdobram.

  • 2:46