Coronavírus

Covid-19. Alemanha atinge novos máximos de infeção

Vítor Moreira

Vítor Moreira

Editor de Imagem

A poucos dias de começar a campanha de vacinação nos 27 estados-membros da União Europeia, o continente celebra um Natal com regras e com o número de infeções a atingir novos máximos, por exemplo, na Alemanha.

Saiba mais...

No último balanço, a Alemanha registou 802 mortes por covid-19, mais 104 do que na véspera. O número máximo de novas infeções foi atingido na sexta-feira, com mais de 33 mil novos casos, enquanto o maior número de vítimas mortais foi registado na quarta-feira, com 962.

Dez por cento das mortes por covid-19 ocorrem no estado oriental da Saxónia, onde o aumento de mortalidade está a sobrecarregar os serviços funerários.

Numa tentativa de controlar o contágio, o Governo alemão encerrou, na semana passada, a maioria das lojas, apertou as regras dos contactos sociais e apelou à redução das viagens para visitar familiares este Natal. Para quem se desloca, é recomendada uma semana de isolamento prévio e um teste à covid-19.

Na Grécia, os centros de vacinação estão nos últimos preparativos. No sábado, o país vai receber as primeiras 9 mil doses da vacina da Pfizer,
numa altura em que foi ultrapassada a barreira dos 130 mil casos de infeção.

A poucos dias dos 27 estados-membros da UE começarem a campanha de vacinação, Itália tenta viver a época festiva dentro das restrições impostas pela pandemia. O país está em novo confinamento nacional desde quinta-feira e até 6 de janeiro.

Esta semana, as autoridades de saúde italianas reportaram que o número de mortes por covid-19 é agora superior a 70 mil. É o quinto país no mundo a ultrapassar este valor.