Coronavírus

“Nós estamos a fazer esta greve de fome para que o país possa comer amanhã”

Ljubomir Stanisic diz que a decisão do ministro de não os receber “é o espelho do trabalho”. A greve de fome começou na passada sexta-feira e os empresários garantem que não sairão dali até serem recebidos.

Especial Coronavírus


Os empresários responsáveis pelo movimento "A Pão e Água" mantêm-se em greve de fome à porta da Assembleia da República para serem ouvidos pelo Governo. No entanto, de São Bento vem a notícia de que não serão recebidos. O ministro da Economia aceitou receber representantes do setor, mas não este grupo.

"Não é uma questão de grupo, é uma questão de povo", diz Ljubomir Stanisic, um dos principais rostos desta luta. "Se me está a dizer que o ministro da Economia está a negar isto, está a negar todo o país. Se nos está a tratar assim, está a tratar o país [assim] , é o espelho do trabalho dele", acrescenta ressalvando que não irão desistir.

O chef manifestou ainda intenção de se reunir com o grupo que será ouvido pelo ministro para poder fazer chegar as reivindicações do movimento "A Pão e Água". Exigem apoios a fundo perdido, isenção da TSU, redução do IVA na restauração e fim do recolher obrigatório ao fim de semana. Estas medidas fora anunciadas pelo Governo como forma de prevenir o aumento de contágios por Covid-19.

A greve de fome começou na passada sexta-feira e os empresários garantem que não sairão dali até serem recebidos. Têm recebido manifestações de apoio por parte da população que lhes entrega chás e água e contam com o apoio de médicos que regulamente verificam as condições dos manifestantes.

"A parte mais bonita e que nos dá maior força e é por isso exatamente que não vamos desistir: a quantidade das pessoas que nos têm apoiado", sublinha Ljubomir Stanisic. "Nós estamos a fazer esta greve de fome para que país possa comer amanhã. E se isto não for entendido e recebido, acho que é só a cara e o caso dos nossos governantes que estão a governar o país", acrescenta.

Covid-19. Movimento A Pão e Água faz apelo a Marcelo
Covid-19. Movimento A Pão e Água inicia greve de fome contra medidas do Governo
Movimento "A Pão e Água" em protesto por apoios a fundo perdido
Depois de Porto, Faro, Aveiro ou Guimarães, Lisboa é palco do protesto "A Pão e Água"