Coronavírus

Matosinhos encerra centros comerciais às 21h00 e pede mais medidas ao Governo

Foi o concelho da Área Metropolitana do Porto que registou maior aumento percentual de casos numa semana.

Especial Coronavírus

A Câmara Municipal de Matosinhos decidiu encerrar os centros comerciais às 21h e vai pedir medidas adicionais ao Governo, semelhantes às dos concelhos do Vale do Sousa.

Está previsto que sejam anunciadas outras restrições esta quarta-feira.

A decisão de antecipar o fecho dos centros comerciais foi tomada em reunião de Câmara.

Em comunicado, a presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro, sublinha que cabe ao governo autorizar mais medidas para mitigar a pandemia, já que isso não está ao alcance das autarquias.

O executivo camarário vai pedir a proibição de circulação entre concelhos limítrofes, a implementação do ensino à distância no 3º ciclo, ensino secundário e universitário e o dever de permanência em casa.

Matosinhos foi o concelho da Área Metropolitana do Porto que registou maior aumento percentual de casos covid-19 numa semana, com mais 497 casos.

Hospitais do Porto preparam-se para os dias difíceis

Os quatro hospitais públicos do Porto, Vila Nova de Gaia e Matosinhos aumentaram o número de camas disponíveis na última semana, mas mantêm-se as dificuldades de recrutamento de profissionais de saúde.

A pressão dos útimos dias obrigou o S. João a ativar o nível 3, o penúltimo do plano de contingência desenhado para responder à pandemia.

Com 30 doentes nos cuidados intensivos, o maior hospital do Norte do país poderá ter de deixar cair 20% das atividades programadas, que comportam consultas externas e cirurgias.

Veja também: