Coronavírus

Covid-19. Indústria farmacêutica considera “razoável” vacina custar entre 5 e 15 euros

Dado Ruvic

Laboratórios por todo o mundo estão numa corrida contra o tempo.

Especial Coronavírus

A indústria farmacêutica considera que o preço de cada dose da vacina da covid-19 deve situar-se entre os cinco e os 15 euros, o que consideram ser um valor “razoável”, disse esta terça-feira o presidente do grupo Vaccines Europe, representante das grandes farmacêuticas.

Laboratórios por todo o mundo estão numa corrida contra o tempo para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus. Há dezenas de equipas a testar várias candidatas a vacina, algumas estão mais avançadas e são promissoras, mas os cientistas avisam que nenhuma deverá estar pronta antes do fim deste ano ou mesmo no próximo ano.

Segundo o London School of Hygiene & Tropical Medicine, (que tem um gráfico que mostra o progresso das experiências) há 239 projetos e 8 estão na fase de ensaios clínicos - que consiste na inoculação da vacina em milhares de voluntários a fim de determinar se impede de facto a infeção.

Apesar do agora suspenso ensaio clínico, o projeto entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca é um dos mais promissores, a que se juntam os da Pfizer e da BioNTech, da Moderna e de vários projetos chineses, nomeadamente da CanSinoBIO que já obteve autorização para administrar a vacina em militares chineses.