Coronavírus

Testes rápidos à covid-19. Governo está interessado na proposta da Cruz Vermelha e quer chegar a acordo

DENIS BALIBOUSE

Governo está só à espera da validação do Instituto Ricardo Jorge para dar luz verde à utilização de 500 mil testes disponibilizados a custo zero.

Especial Coronavírus

A proposta da Cruz Vermelha, avançada em primeira mão pelo semanário Expresso, já foi apresentada ao Governo.

O Ministério da Saúde quer chegar a acordo com a Cruz Vermelha Portuguesa para a realização de testes rápidos à covid-19 em escolas e lares.

O Executivo está só à espera da validação do Instituto Ricardo Jorge para dar luz verde à utilização de 500 mil testes disponibilizados a custo zero.

Num parecer a que a SIC teve acesso, o instituto levanta várias questões e pede uma reunião de trabalho com a Cruz Vermelha, a DGS e o Infarmed para discutir metodologia e critérios de utilização.

A Cruz Vermelha recebeu financiamento internacional para a compra de até meio milhão de análises e propõe disponibilizar a remessa gratuitamente para escolas e lares.

Francisco George, presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, em entrevista à SIC Notícias, explicou o funcionamento destes testes rápidos e o que os distingue de outros testes que já existiam.

Veja aqui a entrevista na íntegra: